Promoção de Natal

24 de mar de 2012

Magia do Amuleto


Esse é o nosso primeiro livro, em sua segunda edição. Aqui vocês encontrarão amor, aventura e magia, envolvendo dois personagens inesquecíveis: Yana e Rodrigo.
A história se passa no século XVII, na Amazônia, época em que os europeus buscavam o "Eldorado". O encontro inevitável de duas culturas tão distintas serve de apoio para o desenrolar da trama. 


"Isso tudo podia ser real, mas estava tão distante da sua vida... Olhou para o céu e viu que o sol continuava a iluminar aquele cenário inebriante, apesar de sua angústia. Seu corpo estava rígido e seu maxilar contraído; a notícia crescera dentro dele como uma tempestade em alto-mar, e seu peito doía ao respirar. Era preciso reagir... Ao longe, o som de uma cachoeira fez com que despertasse de suas inquietações. Teve vontade de mergulhar, nadar e esquecer tudo por um momento. Subindo por entre as pedras que se erguiam ao lado, avistou as águas límpidas jorrando em um lago sinuoso, cercado por belas flores selvagens. De imediato, desceu e arrancou as roupas, mergulhando com prazer nas águas refrescantes. Quando emergiu, emudeceu: Yana estava parada à sua frente. Ela era perfeita, e sentiu aumentar dentro de si o desejo que o consumia desde que a conhecera. Com os cabelos negros molhados caindo sobre os seios e o corpo nu, ela parecia fundir-se com a magia do cenário. A pureza de seus olhos assustados contrastava com o apelo sensual do seu corpo. A beleza de sua pele dourada caiu sobre ele como um raio: era uma visão, um delírio. Precisava amá-la com todos os seus sentidos. Nada mais importava naquele momento. Nem de onde vinha, nem para onde ia. Encantado, só conseguiu sorrir para os olhos verdes que o fitavam."




Para adquirir o livro, em sua segunda edição, acesse o site www.sebohadassa.com , ou entre em contato conosco pelo e-mail  letras.ideias@gmail.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queremos conhecer sua opinião :)

A Sacerdotisa Yana e o Capitão Rodrigo

Capa do livro "Herança da Paixão", de Shannon Drake
Minha'lma de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver
Não és sequer a razão do meu viver, pois que tu és já toda a minha vida

Não vejo nada assim, enlouquecida
Passo no mundo, meu amor, a ler
No misterioso livro do teu ser, a mesma história tantas vezes lida

Tudo no mundo é frágil, tudo passa
Quando te digo isso, toda a graça
De tua boca bonita fala em mim, de olhos postos em ti, digo de rastro

Podem voar mundos, mover astros
Que tu és como um deus, princípio e fim."

Florbela Espanca