Promoção de Natal

5 de dez de 2012

Personagem - Cecília Meireles



"Teu nome é quase indiferente e nem teu rosto mais me inquieta. 
A arte de amar é exatamente a de se ser poeta. 

Para pensar em ti, me basta o próprio amor que por ti sinto: 
és a ideia, serena e casta, nutrida do enigma do instinto. 

O lugar da tua presença é um deserto, entre variedades: 
mas nesse deserto é que pensa o olhar de todas as saudades. 
Meus sonhos viajam rumos tristes e, 
no seu profundo universo, 
tu, sem forma e sem nome, 
existes, 
silêncio, obscuro, disperso. 
Teu corpo, 
e teu rosto, 
e teu nome, 
teu coração, 
tua existência, tudo
 o espaço evita e consome: 
e eu só conheço a tua ausência. 

Eu só conheço o que não vejo. 
E, nesse abismo do meu sonho, alheia a todo outro desejo, 
me decomponho 
e recomponho."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queremos conhecer sua opinião :)

A Sacerdotisa Yana e o Capitão Rodrigo

Capa do livro "Herança da Paixão", de Shannon Drake
Minha'lma de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver
Não és sequer a razão do meu viver, pois que tu és já toda a minha vida

Não vejo nada assim, enlouquecida
Passo no mundo, meu amor, a ler
No misterioso livro do teu ser, a mesma história tantas vezes lida

Tudo no mundo é frágil, tudo passa
Quando te digo isso, toda a graça
De tua boca bonita fala em mim, de olhos postos em ti, digo de rastro

Podem voar mundos, mover astros
Que tu és como um deus, princípio e fim."

Florbela Espanca