Promoção de Natal

11 de ago de 2011

Retorno

Final:


(2. edição - Capa em prova)
"Lute com determinação, abrace a vida com paixão,
perca com classe e vença com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve e a
vida é muito para ser insignificante."
Charlie Chaplin

7 comentários:

  1. Olá Cristina,
    Olá Marcia,

    Que linda frase.
    Isto se chama - viver.
    Tudo de bom para vocês.
    Sucesso!

    Com carinho,

    Gislene.

    ResponderExcluir
  2. Esta nova capa suplanta todas as expectativas retratando um momento único de um eclipse solar, este "anel de diamante" é o corolário para o sucesso que já é a o texto literário em si, daqui para a frente, já nem o céu terá limites.

    Caras amigas, daqui vos desejo os maiores sucessos.

    ResponderExcluir
  3. cristina19/9/11

    Gislene que prazer ter você em nosso espaço!
    Nos afastamos para viver! Foi preciso resgatar a nossa Magia, perdida no mercado literário virtual.Eis aqui o livro com o qual sempre sonhamos...e detalhe: foi totalmente concebido por nós.
    Bjs no core, querida amiga!

    ResponderExcluir
  4. cristina19/9/11

    Magia da Noite, vc não poderia dizer-nos palavras mais belas!
    No nosso céu brilha o anel de diamante do eclipse,e, o limite é do tamanho dos nossos sonhos-ILIMITADOS.
    Vc conhece a nossa trajetória e sabe da nossa luta...
    Bjs no core e obrigada pelos sinceros votos de sucesso!!!Vou acreditar,viu?

    ResponderExcluir
  5. Que lindo isso!!! De Magia para Magia!!!
    Amamos essa capa (foi elaborada pelo mesmo capista da anterior, mas dessa vez estivemos mais sincronizada com o Universo...)
    Beijos, e obrigada!!!

    ResponderExcluir
  6. Gislene, muito obrigada pelo carinho, sempre!!!!
    Beijossssssss

    ResponderExcluir
  7. Ficou linda a capa da 2ª edição. Parabéns meninas ^^ Sucesso Sempre!!

    ResponderExcluir

Queremos conhecer sua opinião :)

A Sacerdotisa Yana e o Capitão Rodrigo

Capa do livro "Herança da Paixão", de Shannon Drake
Minha'lma de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver
Não és sequer a razão do meu viver, pois que tu és já toda a minha vida

Não vejo nada assim, enlouquecida
Passo no mundo, meu amor, a ler
No misterioso livro do teu ser, a mesma história tantas vezes lida

Tudo no mundo é frágil, tudo passa
Quando te digo isso, toda a graça
De tua boca bonita fala em mim, de olhos postos em ti, digo de rastro

Podem voar mundos, mover astros
Que tu és como um deus, princípio e fim."

Florbela Espanca