Promoção de Natal

14 de dez de 2009

Caled (título provisório)

Para nossos amigos, colocamos uma pequena parte de nosso segundo livro, quase terminado.



As nuvens cobriram o céu e devoraram o brilho da lua cheia. O vento do norte vibrou num som contínuo e crescente, fazendo com que ele puxasse as rédeas do animal, e olhasse para o fim da curva sinuosa que se descortinara através da vegetação intensa. Seu coração disparou frente à claridade inusitada que vislumbrou perto do vilarejo localizado ao pé da montanha. Então, uma voz tão suave quanto desesperada misturou-se ao lamento dos sons que invadiam seus ouvidos.
- Me ajude... por favor, preciso de você...! Venha até mim e me tire daqui! - A estranha súplica sussurrada dominava seus sentidos.
- Quem é você, que penetrou em minha mente?
- O fogo está aumentando, não vou suportar mais...
Aquilo não poderia estar acontecendo com ele. Sua vontade era ignorar o apelo, mas seu instinto o obrigava a prosseguir. Caled suspirou, e fez o que precisava. Indo em direção ao clarão, esporeou seu cavalo, lançando-se contra o vento com uma força sobrenatural.
- Aguente firme, estou a caminho!

Os tons acobreados da fogueira turvavam sua visão, e gotas de suor brotavam em suas têmporas. Enquanto galopava em desvario, invocou aos deuses que amenizassem a força ígnea que a maltratava.

A magia da mulher que implora pela vida uniu-se à minha. E com a força que pulsa em meu peito, rogo aos céus a sua proteção”.

Fortes pingos começaram a cair sobre ele, e uma espessa cortina de água desabou. O estreito caminho de terra batida tornou-se escorregadio, exigindo maior destreza na descida íngreme que o conduziria ao seu destino.

12 comentários:

  1. Olá queridas Márcia e Cris!!
    Tecendo e trançando um novo sucesso!!
    Gostoso e absorvente esse pequenaine trecho...!!

    Beijos,

    Hod.

    ResponderExcluir
  2. Quer dizer então que estão aprontando, fazendo mais arte, heim?! Que seja apenas o segundo de muitos, ainda!
    Bjus!

    ResponderExcluir
  3. Vim convidar para vocês ir no Arco-Iris Encantado pegar meu cartão de Natal, e tb, dia 1° de janeiro pegar minha lembrancinha, é meu aniversário.

    Beijo.

    Jacque

    ResponderExcluir
  4. Oi meninas! legal já saindo o segundo livro. desejo todo sucesso prá vocês.
    beijos e bom fim de semana.
    Cleo

    ResponderExcluir
  5. Cristina e Márcia...

    Desejar... bem... desejar que conservem esse brilho e essa magia que emanda de suas palavras...

    Voces são cristuras iluminada e que nesse Natal haja só brilho de paz, amor e carinbho para voces...

    E que2010 seja a realização de todos os sonhos sonhados...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Novamente deixo para minha queridas amigas, beijos e boas festas.

    Hod.

    ResponderExcluir
  7. Hod,estamos traçando nossos caminhos,como escritoras, aos poucos...
    Obrigada pelo seu incentivo!!!
    Bjs da Cris

    ResponderExcluir
  8. Cobrinha amiga!!! É claro que estamos aprontando ++++ um livrinho...devagar se vai a algum lugar...rsrsrs
    Bjs da Cris

    ResponderExcluir
  9. Cleo,é muiito importante contarmos com o apoio de gente amiga,viu? Um dia,teremos nossos livros nas grandes livrarias...
    Bjs da Cris

    ResponderExcluir
  10. Jacque obrigada pelo lindo selinho!!!
    Pode deixar que no dia primeiro,estaremos festejando seu niver!!!
    Bjs da Cris

    ResponderExcluir
  11. Olá Meninas, o talento de vocês nos blog's eu conheço, mas o livro não.
    Me digam como faço pra conseguir o livro?? Pois seria pra mim um prazer, me deliciar com a obra de vocês...!!!!
    Boas festas!!!
    E Um 2010 cheio de Contos e Poesias...
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  12. Eu quero ler mais..........amigas grande beijo e um feliz 2010 para vcs!

    ResponderExcluir

Queremos conhecer sua opinião :)

A Sacerdotisa Yana e o Capitão Rodrigo

Capa do livro "Herança da Paixão", de Shannon Drake
Minha'lma de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver
Não és sequer a razão do meu viver, pois que tu és já toda a minha vida

Não vejo nada assim, enlouquecida
Passo no mundo, meu amor, a ler
No misterioso livro do teu ser, a mesma história tantas vezes lida

Tudo no mundo é frágil, tudo passa
Quando te digo isso, toda a graça
De tua boca bonita fala em mim, de olhos postos em ti, digo de rastro

Podem voar mundos, mover astros
Que tu és como um deus, princípio e fim."

Florbela Espanca